Contagem regressiva

FEPAC 2018

Tony Guzmán e a música caribenha‘A Música Coral do Caribe’

Company Logo

‘A Música Coral do Caribe’ esse é o tema da oficina que o maestro, compositor, arranjador educador musical, diretor do Programa de Jazz e professor no Luther College, em Decorah/Iowa (EUA), Juan Tony Guzmán vai ministrar durante o XVI Festival Paraibano de Coros - Fepac que ocorre de 12 a 17 de novembro de 2018, na Sala de Concerto Maestro José Siqueira, da Funesc, em João Pessoa – PB.

De acordo com o maestro Eduardo Lakschevitz que também estará presente em nosso festival coordenando Mesa redonda, a última vez que Tony esteve no Brasil, ministrou essa oficina no Rio de Janeiro e foi um sucesso. “Ninguém por aqui conhece o assunto e Tony domina tudo dessa música, inclusive renovando nossas ideias de repertório”, destacou Lakschevitz.

O VXI Fepac 2018 também vai trazer a professora Patrícia Costa (RJ) que ministrará a oficina ‘O Canto na Escola’. As inscrições para os coros se inscreverem no Fepac já começaram e se estendem até dia 06 de agosto




Grupo musical “Fulô Mimosa”será uma das atrações do XIV Fepac 2018

Company Logo

O Grupo musical Fulô Mimosa abrirá uma das noites do XVI Festival Paraibano de Coros 2018, que ocorre no período de 12 a 17 de novembro, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira da Fundação Espaço Cultural – Funesc, em João Pessoa – PB.

Fundado em 11 de julho de 2016, o grupo é coordenado pelo Maestro Chiquito e formado por cantoras e instrumentistas, estudantes e professoras de música, com missão de desabrochar, com qualidade, eficiência compromisso e principalmente profissionalismo, o que temos de melhor na nossa cultura.

“Através do forró autêntico, do aboio, das emboladas, vaquejadas, cantorias, romarias e de várias outras manifestações das nossas terras que nos inspiram, o Fulô Mimosa abre as porteiras do Sertão, Cariri, Brejo e Agreste para que todos desfrutem, no arrastar das ‘apragatas’, dessa beleza que é nosso Nordeste; uma janela da arte do cancioneiro popular, o ‘mimosear’, das belas páginas para que todos nós tenhamos orgulho de ser nordestinamente brasileiro” relatou Chiquito.

O grupo é composto pelas ‘fulores’: Harue Tanaka (Sanfona I); Bella Raiane (Sanfona II); Luíza Rosas ( Flauta/Flautim); Naomi Barroso (Cavaquinho); Ingrid Simplício (Violão); Priscila Fernandes (Zabumba); Thay Fernandes (Percussão) e Naíma Vilôr (Percussão). Produção Artística, Maestro Chiquito.




XVI Fepac 2018 terá novo parceiroFestival Paraibano de Coros

Company Logo

O Governo do Estado por meio da Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc) se junta a Universidade Federal da Paraíba e a Empresa Coteminas para realizarem o XVI Festival Paraibano de Coros – Fepac 2018.

O coordenador do Festival Paraibano de Coros – Fepac, Eduardo Nóbrega informou que logo após o término do XV Fepac 2017 se reuniu com a presidente da Funesc, Nézia Gomes para discutir novas parceiras para o próximo festival. Ao mostrar os projetos de todas as edições do festival, entre algumas realizadas naquele órgão onde tudo começou, a presidente se mostrou muito interessada e disse que a Funesc terá o maior prazer em reativar essa parceria, informando que o próximo festival poderá ser realizado na Sala de Concertos Maestro José Siqueira (antigo Cine Banguê) da Funesc.

Eduardo Nóbrega disse ainda que a data do evento já está confirmada. “A presidente Nézia Gomes se mostrou bastante motivada em realizar evento que já se tornou internacional e entrou em contato com a direção da Orquestra Sinfônica para já reservar a data do Fepac que será de 12 a 17 de novembro de 2018”, explicou.

“Portanto a partir de fevereiro estaremos divulgando o regulamento de festival e as inscrições para o XVI Fepac começarão a partir de 01 de abril de 2018, através do site: www.festivalparaibanodecoros.com “,finalizou Eduardo Nóbrega.



A Funesc

A Fundação Espaço Cultural – FUNESC entidade sem fins lucrativos de caráter cultural, social e educacional, fortalece e estimula não só o fazer artístico, mas amplia as oportunidades de circulação e de fruição dos bens culturais, bem como, o fortalecimento de suas cadeias criativas. órgão responsável pelo fomento das atividades artísticas e culturais da cadeia produtiva do Estado da Paraíba



Espaço Cultural José Lins do Rego

Os traços da arquitetura ainda arrojada do prédio fundado em 1982, Espaço Cultural José Lins do Rego, projetado por Sérgio Bernardes, já traduzem a pluralidade do local: um ambiente de multiatividades, com objetivo de promover e multiplicar o fazer cultural em todas as suas manifestações.

É um dos maiores centros culturais do mundo: são 53.000 m² de área divididos numa gama de equipamentos: teatros, mezaninos, auditórios, salas de ensaio, biblioteca, cinema, luteria, planetário, galeria, museu, arquivo histórico, salas de dança, escolas de música, praça de eventos.

Em 2013-2014, o prédio que é administrado pela Fundação Espaço Cultural da Paraíba do Governo do Estado da Paraíba, passou por uma intensa reforma que recuperou todos os seus equipamentos. O local ainda oferece uma atrativa programação permanente de exposições, planetário, aulas de música, de dança, de teatro, oficinas de arte.

‘A Sala de Concertos Maestro José Siqueira’ é uma das mais modernas da região Nordeste. Ela é equalizada e tem uma excelente acústica, permitindo que até o espectador que esteja sentado na última poltrona possa ouvir a música. A marca da qualidade é o som que é produzido nela. E que fique bem claro: é uma Sala para se ouvir música”, fez questão de garantir o maestro Luiz Carlos Durier.

O local abriga os concertos da Orquestra Sinfônica da Paraíba, da Orquestra Jovem e dos corais da fundação, e homenageia José Siqueira, paraibano que foi um dos criadores da Orquestra Sinfônica Brasileira.

VXI Fepac 2018 vai trazer três expressões internacinais para ministrar cursos

VXI Fepac 2018 vai trazer três expressões do canto coral internacional para coordenar mesa redonda e ministrar cursos durante o evento - que vai ocorrer no período de 12 a 17 de novembro, na Sala de Concerto Maestro José Siqueira da Fundação Espaço Cultural, em João Pessoa (PB).

O coordenador do XVI Fepac, Eduardo Nóbrega revelou que o festival vai trazer para coordenar a mesa redonda, o professor e maestro Eduardo Lakschevitz (RJ) que atualmente faz pós-doctor nos Estados Unidos, e para ministrar as oficinas, o festival vai contar com a participação do maestro Tony Guzmán (USA) e a professora Patrícia Costa (RJ).


Confiram os currículos dos professores:

Company Logo

Doutor em Música pela UNIRIO e Mestre em Regência Coral pela Universidade de Missouri- Kansas City (EUA), na classe do Dr. Eph Ehly, onde foi premiado com o Graduate Achievement Award. Desenvolve pesquisas voltadas para a música comunitária, com ênfase em coros de empresa e na produção musical no ambiente corporativo. Fundou a ONG Oficina Coral, na qual coordenou dez edições do Curso Internacional de Regência Coral, publicou edições de música sacra brasileira e organizou o livro Ensaios: olhares sobre a música coral brasileira, agora em sua segunda edição, pela FUNARTE. Atualmente desenvolve projetos ligados à educação corporativa nos quais a linguagem musical é utilizada como ferramenta de capacitação de recursos humanos. De 2007 a 2016 atuou como Coordenador Pedagógico dos Painéis de Regência Coral da FUNARTE, desenvolvendo, em nível nacional, cursos e eventos de capacitação para regentes e educadores, além de projetos de produção e divulgação de repertório coral.
Entre as instituições de ensino superior com quem colaborou como professor convidado estão: Westminster Choir College, Syracuse University, Idaho State University, Escola de Música e Belas Artes do Paraná, University of Nebraska-Lincoln e University of Missouri – Kansas City. Suas composições corais foram gravadas por grupos do Brasil, Estados Unidos, Venezuela e Eslovênia. São publicadas pelas editoras Alliance Music, Colla-Voce e Carus Verlag.

Company Logo

Nascido na República Dominicana, Juan Tony Guzmán é regente, compositor, arranjador e educador musical. Guzmán é diretor do Programa de Jazz e professor no Luther College, em Decorah/Iowa (EUA). Nas últimas quatro décadas tem sido frequentemente convidado para atuar à frente de coros, bandas e orquestras em diversos estados norte-americanos, como também em países da América, Europa, Ásia e Oriente Médio. Suas composições e arranjos de música latino-americana e caribenha são publicados pelas prestigiosas Oxford University Press e Boosey & Hawkes.

Entre os festivais onde atuou recentemente destacam-se: o Sistema Dominicano de Orquestras Jovens, o World Choral Symposium, a Associação Norte-Americana de Educação Musical (NafME), a Associação Paulista de Regentes de Coros Infantis (ARCI), a American Choral Directors Association (ACDA), a Association of British Choral Directors, a Scottish Association for Music Education, o Festival 500 do Canada, and a AMIS International Music Festival.

Guzmán é PhD e Mestre em Educação Musical pela Florida State University bacharel em Educação Musical pelo Luther College e em Engenharia Eletromecânica pela Universidad Católica Madre y Maestra in Santiago, na República Dominicana

Company Logo

Licenciada, Mestre em Música e doutora em Práticas Interpretativas pela UNIRIO, com bolsa-sanduíche CAPES/ Fulbright, cumprindo estágio como pesquisadora-visitante na Butler University (Indianapolis, EUA) entre 2015 e 2016. Professora da Pós-Graduação em Regência Coral do Conservatório Brasileiro de Música (RJ). Dirige os corais juvenis do Colégio São Vicente de Paulo desde 1993, em atividade contínua. Tem sido constantemente convidada como palestrante em diversos festivais, painéis e laboratórios corais pelo Brasil (FUNARTE, FECORS, FESCC, Itajubá e Londrina) sobretudo na área de coro juvenil e direção cênica para corais.

Contato:
Email: pccantocoral@gmail.com
Homepage: pccantocoral.wix.com/music

SUCESSO NAS MÍDIAS SOCIAISACESSE E COMPARTILHE

Ver videos 2017 - Facebook

FEPAC 201715 anos de sucesso

Ver Fotos 2017 - Facebook

FEPAC 201715 anos de sucesso

Publicações Fotos e vídeos2017 - Instagram

FEPAC 201715 anos de sucesso




FEPAC 2017Festival Paraibano de Coros

Company Logo

A coordenação do XV Fepac 2017 agradecer a todos os corais que fizeram desse evento um show de vozes.

Este ano com a vinda da professora Wendy Moy para ministrar oficina no festival e com a participação do Coral argentino, o Fepac se transformou em Festival Paraibano de Coros Internacional.

E encerrando nossas atividades de 2017 gostaríamos de agradecer especialmente ao público presente que fez a diferença, todos os dias tivemos casa cheia, apesar de alguns problemas com o ar-condicionado, o público compreendeu e não se alterou.

Agradecemos principalmente as pessoas que trabalharam nos bastidores, dando todo suporte ao evento. Como Sr Luiz, Sr Bambam, Alberto Lacerda, Shimena Crisanto, Gabriel Melo, Cristina Melo, Felipe Freire, Gutenberg Lima, Kaio Nunes e Eduardo Filho. Agradecer aos técnico da equipe de sonorização.

Aos nossos parceiros Universidade Federal da Paraíba, na pessoa da Reitora Margareth Diniz. Aos professores Carlos Anísio e David Fernandes;

Na Coteminas, agradecemos ao sr Haroldo Macedo pelo emprenho e aos funcionários Andréa Gomes, Iran Cosme e Maycon Silva e Adalmir

Agradecemos também ao apoio cultural da D,Luck, através de Ronaldo e Ana Lúcia Nery; aos estritórios Mendonça& Crisanto; e Eduardo Nóbrega F. e Marianna Silveira. A Creduni e a ADUFPB.

Aos maestros e coordenadores dos coros que entenderam a valorizaram a permanência dos coristas na plateia para prestigiar o colega.

Aos coralistas que fizeram desse evento um dos mais bonito desses 15 anos. Vocês são o coração do Fepac.

Agradecemos também as professoras convidadas Patrícia Costa e Wendy Moy que enriqueceram o festival, trazendo na bagagem um vasto conhecimento que foi muito bem repassado para os maestros e professores de técnica vocal.

E por fim agradecer a toda família Fepac que com empenho e dedicação vem há 15 anos levantando essa bandeira e divulgando o Canto Coral no Estado.

Obrigado a todos vocês, da família Fepac:
Eduardo Nóbrega - Coordenador Geral
Mônica Nóbrega - assessoria de imprensa e mestre cerimônia
Eduardo Filho - direção de palco
Shimena Crisanto - coordenação de mídia
Felipe Crisanto - assessor jurídico
Sigam e curtam as nossas mídias
Instagram: @festivalparaibanodecoros
site: www.festivalparaibanodecoros.com
Face: Festival Paraibano de Coros













O FESTIVAL Histórico do Festival paraibano de Coros - FEPAC

O Festival Paraibano de Coros – FEPAC, evento de caráter nacional, foi criado em 25 de setembro de 2003 após conversa informal entre Carlos Rieiro (então diretor da Orquestra Sinfônica da Paraíba - OSPB) e o maestro Eduardo Nóbrega (professor do Departamento de Educação Musical da Universidade Federal da Paraíba) sobre a importância de difundir a arte do Canto Coral no estado. O festival caminha para a sua 15ª edição e já se transformou em um dos encontros mais importantes do país. Ao longo da sua trajetória, o FEPAC recebeu inúmeros participantes de praticamente todo território Nacional. O FEPAC, além das apresentações oficiais, realiza também diversas apresentações paralelas em escolas, instituições, entidades, repartições públicas e em outras cidades da Paraíba. O festival também proporciona oficinas de regência e preparação vocal ministradas por renomados professores, a exemplo de Padre Pedro (RN); Eduardo Lakschevitz (RJ); Eduardo Fernandes (SP); Gisele Cruz (SP) e Kenia Muraoka (SP). Em 2017, o festival completou 15 anos e contou com a participação das professoras Patrícia Costa (RJ) e Wendy Woo (EUA). Em 2018, o festival ocorrerá de 12 a 17 de novembro, na Sala Maestro José Siqueira, da Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc), e para ministrar oficinas o Fepac vai contar com a participação dos professores, Patrícia Costa (RJ) e Tony Gusman (USA). Já a Mesa Redonda para maestros e professores de técnica vocal será coordenada pelo professor e maestro Eduardo Lakschevitz (RJ).


The Paraíba Choir Festival (Festival de Coros da Paraíba – FEPAC), a national event, was created on September 25, 2003 after an informal conversation between Carlos Rieiro (the then director of the Paraíba Symphony Orchestra - OSPB) and maestro Eduardo Nóbrega (a professor in the Department of Music Education the Federal University of Paraíba - UFPB) who were reflecting on the importance of spreading Choral Singing in the state. The festival is going to hold its 15th edition in 2017 and has already become one of the most important choir events in the country. Throughout its trajectory, the FEPAC has received numerous participants from practically all the national territory. The festival offers official presentations as well as several parallel presentations in schools, institutions, entities, public offices in different cities in Paraíba. It also provides vocal preparation and conducting workshops taught by renowned teachers, such as Padre Pedro (RN); Eduardo Lakschevitz (RJ); Eduardo Fernandes (SP); Gisele Cruz (SP) and Kenya Muraoka (SP). In 2017, the Festival reachead its 15th year of existence and it had the honour to receive the collaboration and participation of teachers: Patrícia Costa (RJ) e Wendy Woo (EUA). This year, the great event will take place in November, starting on the 12th until the 17th of 2018, in the Ballroom Maestro José Siqueira, at Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc), in the beautiful city of João Pessoa. This year we’ll have the honour to announce the participation of teachers: Patrícia Costa (RJ) e Tony Gusman (USA). There will be held a discussion/round table for choirmasters and vocal techiniques teachers/instructors, coordinated by teacher and choirmaster Eduardo Lakschevitz (RJ).

Para participarInformações relevantes

Platéia - Entrada franca

Para você que quer participar de um evento de alto nível cultural, o Festival Paraibano de Coros é um evento que vem sendo realizado desde 2003 sob a coordenação do maestro Eduardo Nóbrega. O festival é de caráter não competitivo e objetiva estimular e difundir a arte do Canto Coral no Brasil, além de incentivar o aprimoramento técnico dos coros e promover o intercâmbio cultural entre a comunidade e os grupos participantes.

Coros participantes

Para os corais que pretendem participar do festival, existem algumas regras que devem ser atendidas. Estas informações estão disponíveis no regulamento que pode ser consultado e baixado para maiores esclarecimentos. Embora o festival não tenha caráter competitivo, faz-se necessário estabelecer regras que possibilitem o alinhamento e ordenamento para uma boa realização do evento.

Conheça João PessoaUma das cidades mais lindas do País

Farol do Cabo BrancoPortal do Sol
Extremo oriental das Américas

Para começar o roteiro em João Pessoa, nada melhor do que ir ao Farol do Cabo Branco, um farol de formato triangular que simboliza o ponto mais oriental das Américas - a Ponta do Seixas, ou "Porta do Sol", como chamamos.

Como chegar
Centro Cultural São Francisco
começou a ser construído em 1589

O Centro Cultural São Francisco é um complexo que inclui a Igreja de São Francisco, o Convento de Santo Antônio, um Museu de Arte Sacra, além de algumas capelas - entre elas, a Capela Dourada. É um local muito interessante, que começou a ser construído em 1589, mas que só foi concluído em 1788.

Como chegar
Estação Cabo Branco – Ciência, cultura e Artes
projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer

Projetada por Oscar Niemeyer e inaugurada em 3 de julho de 2008. O local é um ótimo lugar para visitar. A vista do terraço da cobertura do local é belíssima, principalmente durante o por do sol. De lá é possível ver toda a orla de João Pessoa. No espaço você também encontrará esculturas, mostras culturais e exposições muito interessantes.

Como chegar
Hotel GloboHotel de alto padrão para época
Construído em 1928

O Hotel Globo, construído em 1928, foi um hotel de João Pessoa considerado de alto padrão para a época. Era um local visitado por pessoas da alta sociedade, que não apenas se hospedavam no lugar, como também o frequentavam para tomar o chá da tarde e admirar o pôr do sol no Rio Sanhauá.

Como chegar
Centro HistóricoLocal onde nasceu a cidade
Fundada em 1586

O conjunto arquitetônico de João Pessoa, fundada em 1585, merece no mínimo meio dia de passeio. A Praça João Pessoa, na chamada Cidade Alta, é boa dica para começar: ali estão o prédio do Tribunal de Justiça de 1865, o Palácio da Redenção de 1586, o antigo Paraíba Palace e muito mais.

Como chegar
TambaúPraia
Praia de Tambaú

Tambaú é uma praia brasileira do estado da Paraíba em João Pessoa. Com 8 km de extensão, é composta de areia batida e fina, com águas de cor verde-azuladas. Ë o ponto de partida a Picãozinho, ponto turístico de beleza natural.

Como chegar
Parque da LagoaCentro da Cidade
Novo Parque da Lagoa

O Parque Sólon de Lucena, também conhecido como "Lagoa", é um espaço público da cidade de João Pessoa, capital do estado brasileiro da Paraíba. Um dos principais símbolos da cidade, o parque situa-se no centro da capital paraibana e apresenta belos jardins e uma lagoa, ao centro, com um grande espelho d'água circular cercado por palmeiras-imperiais.

Como chegar
<::: LINED UP TOURS :::

NOSSOS PARCEIROSSEJA UM PARCEIRO

Sala de Concertos Radegundis Feitosa A sala foi criada especificamente para a realização de apresentações musicais

Company Logo

Projetada pelo arquiteto Andrey Câmara e pelo engenheiro Francisco Pereira Júnior e coordenado pelo LAMUSI – Laboratório de Música Aplicada. A sala foi criada especificamente para a realização de apresentações musicais. O ambiente possui palco com capacidade para orquestra e coro, fosso orquestral para realização de óperas e balés, além de cabines de gravação.

A denominação da Sala de Concertos é em homenagem a um dos maiores músicos paraibanos, o trombonista Radegundis Feitosa, que faleceu em acidente automobilístico no ano 2010. Professor do Departamento de Música da UFPB e um dos responsáveis pelo processo de idealização e construção do ambiente.

Endereço: Via Expressa Padre Zé - Conj. Pres. Castelo Branco III, João Pessoa - PB, 58033-455
Ver mapa
(123) 456-7890
(123) 456-7890

João PessoaFESTIVAL PARAIBANO DE COROS